Tenor d’Os Lyrikhus morreu vítima de doença

Gomes Domingos enterrado na quarta-feira

O tenor angolano Gomes Domingos do grupo Os Lyrikhus, que morreu na madrugada de sábado, 8 de Junho, em Luanda, vítima de doença, aos 39 anos, vai a enterrar na quarta-feira às 10 horas no cemitério do Benfica, em Luanda.

Gomes Domingos enterrado na quarta-feira
D.R.
Luísa Damião

Luísa DamiãoVice-presidente do MPLA

O país perdeu um dos Lyírikhus, um profissional dedicado, jovem educado, que orgulhava com o seu talento.

Gomes Domingos integrou Os Lyrikhus com Emanuel Mendes, Bruno Neto e Armando Zibungana, grupo musical formado em 2009, depois de um convite da embaixada de Angola em Cuba, enquanto estudantes de música na Universidade das Artes, em Havana.

Além da música, foi docente no Instituto Superior de Artes (Isart) e participou para a dinamização de actividades artísticas de canto lírico, por meio de concertos e intercâmbio com outros cantores da mesma esfera.

Deixou viúva e duas filhas

Nas redes sociais, várias foram as reacções de colegas artistas, familiares, amigos jornalistas, políticos que destacaram as qualidades, com destaque para a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, que considerou que “o país perdeu um dos Lyírikhus, um profissional dedicado, jovem educado, que orgulhava com o seu talento”.