Somália

Mais de dois milhões em risco de morrer de fome

Mais de dois milhões de somalis, incluindo crianças, podem morrer de fome até ao final do verão se a ajuda internacional não for enviada rapidamente para o país, alertou o responsável para Assuntos Humanitários da ONU, Mark Lowcock.

Mais de dois milhões em risco de morrer de fome
D.R.

Cerca de três milhões de pessoas lutam na Somália para ter acesso a alimentação.

O responsável para os Assuntos Humanitários e coordenador da ajuda de emergência, citado pela agência AP, disse que são necessários cerca de 700 milhões de dólares para esse auxílio à população, depois de uma temporada de chuvas que destruiu as plantações agrícolas e matou o gado.

Mark Lowcock disse ainda que o Fundo Central de Resposta de Emergência da ONU já destinou 45 milhões de dólares para alimentos, água e outras necessidades diárias na Somália, bem como para o Quénia e Etiópia, países igualmente afectados por secas.

Segundo a AP, cerca de três milhões de pessoas lutam na Somália para ter acesso a alimentação.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS