O país conta apenas com 701 médicos formados

Um dentista para 40 mil pessoas

Com uma população estimada em mais de 28 milhões de habitantes, o país tem apenas 701 médicos dentistas formados, o que perfaz uma média de um médico dentista para cerca de 40 mil pessoas. O número está longe do rácio recomendável pela Organização Mundial da Saúde, de um dentista para cada duas mil pessoas. A ministra da Saúde reconhece a insuficiência e justifica-a com a falta de verbas.

Um dentista para  40 mil pessoas
1.º Congresso nacional dos médicos dentistas

O rácio recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de um médico dentista por 2.000 habitantes.

Angola tem apenas 701 médicos dentistas. A informação foi avançada pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, durante o 1.º Congresso Nacional dos Médicos Dentistas do país.

Tendo em conta os últimos dados do Censo que estimam que a população angolana seja superior a mais de 28 milhões de habitantes, significa que o país tem um médico dentista para quase 40 mil pessoas. O rácio recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de um médico dentista por 2.000 habitantes.

Sílvia Lutucuta admite haver insuficiência de técnicos na área para a cobertura nacional. “A saúde oral não é a novidade no sector, mas temos de melhorar, difundir e alargar a prestação de serviços desta natureza a nível nacional” afirma a responsável que avança que a perspectiva é ter uma saúde oral mais resiliente nos cuidados de saúde e colaborar com a Educação na saúde oral de crianças a partir de tenra idade. “Temos de apostar ainda mais na formação e, por outro lado, o sector público tem de ir absorvendo”, afirma a governante, que acrescenta que, no concurso público, vão ser absorvidos alguns dentistas, mas não em “números satisfatórios” porque não há muitas vagas e a condição financeira é “preocupante” o que faz com que se haja limitações para a contratação destes quadros.

Além da absorção de quadros, a responsável garante a melhoria de condições técnicas de trabalho para os dentistas já inseridos na Função Pública. No concurso público, estão disponíveis 200 vagas para técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica em que, além de dentistas, estão incluídos radiologistas, técnicos de laboratório e outros.