Antes da suspensão

TAAG anuncia perdas superiores a 90 milhões de dólares

As transportadoras aéreas portuguesa, TAP, e angolana, TAAG, vão reforçar as ligações aéreas entre Portugal e Angola antes da suspensão temporária dos voos directos, a partir de 24 de janeiro.

TAAG anuncia perdas superiores a 90 milhões de dólares
D.R

A TAP tem, para já, agendado um voo extra na quinta-feira, dia 21, enquanto a TAAG prevê mais quatro ligações entre Luanda e Lisboa, bem como um reforço dos voos para a África do Sul e Brasil.

De acordo com o calendário a que a agência de notícias angolana, ANGOP, teve acesso, realizam-se na próxima terça-feira, 19, dois voos para a África do Sul (Cidade do Cabo e Joanesburgo) e um para Lisboa (Portugal).

Na quarta-feira, 20, estão agendados voos para a cidade de São Paulo (Brasil) e um para Lisboa (Portugal), e na quinta-feira, 21, ligações com Lisboa (Portugal) e Joanesburgo (África do Sul).

Na sexta-feira, 22, estão programadas mais duas ligações com Portugal e África do Sul (Joanesburgo), enquanto no sábado, último dia da programação especial, a companhia aérea angolana voa para Joanesburgo e Cidade do Cabo.

A operação de voos de repatriamento dos cidadãos angolanos e residentes estrangeiros com visto de trabalho que se encontram em Portugal, Brasil e África do Sul começou no sábado e prolonga-se até às 00:00 do dia 24 de janeiro, altura em que Angola suspende temporariamente as ligações com estes países, para evitar a entrada das novas estirpes de SARS Cov2, o vírus causador da covid-19.

Para evitar a entrada no país da nova variante do vírus Sars-Cov-2, os passageiros que desembarcarem no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, a partir de agora, estão a ser submetidos de imediato ao teste rápido da covid-19.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS