Partilhando sabedoria

Partilhando sabedoria

- Os jovens estão hoje mais bem qualificados tecnicamente... Dizia o mais-velho que me chamou ontem para uma conversa profissional e ‘familiar’.

Agradeci e retorqui que os jovens, nós, precisam de se sentar mais vezes com a geração de nossos pais e deles beber experiências e sabedoria. A academia apenas nos dá conhecimentos.

O mais velho, a quem trato carinhosamente por papá, abanou a cabeça, em gesto de aprovação, e prosseguiu, visitando a sua rua rica e sábia memória.

- Na nossa tradição bantu, uma conversa tem sempre introdução (yalakuhu em kikongo e mahezu em kimbundu). Assim é também na vida profissional (as partes de um documento/exposição são: introdução, desenvolvimento e conclusão ou fecho).

- Quem atravessa um rio, por meio de uma canoa, não deve defecar no ponto de partida. A canoa pode avariar no trajecto, regressar, e o indivíduo ter de suportar o cheiro da defecação (por outras palavras, não discuta com o soba no dia em que pretendas mudar de bairro. Podes voltar...).

- A barriga pede sempre, mas nunca agradece. A vida não é apenas a barriga. Por isso, é preciso empreender. O mais-velho contou bons exemplos de lutas travadas pela vida que resultaram em sucesso profissional e bem-estar familiar.

- Para viver em paz, acrescentou, é preciso não gritar citou a experiência de um psicólogo francês e exemplificou. Quem mais grita entre o grilo e a formiga? Quem mais incomoda quem dorme? Quem mais é perseguido por via da sua gritaria?

- Humildade e honestidade são importantes na vida que dá muitas voltas. Os pais passam e os filhos ficam. Há que deixar boas referências.

- Educação e formação é obrigação de um pai. Filho com bons princípios tem uma estrada aberta, lisa e longa pela frente. Dizia ainda o mais-velho que toda a mente humana é fértil. Porém, as ideias são voláteis. Por isso, é preciso ter sempre por perto uma ‘esferográfica e papel’ para tomar notas.

- A fertilidade da mente deve ser aproveitada para conceber ideias transformadoras e para a verdade. Nunca para a mentira. Mente brilhante não mente!

- Se te aparecer alguém a maldizer outrem, chama pelo queixado e pede ao queixoso que repita tudo à frente dele. Obrigado, papá “MasCa”, pela sabedoria e conhecimentos com que me tem brindado. Ntondele!

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS