BASQUETEBOL

Malanje acolhe Supertaça

As equipas seniores femininas do 1.º de Agosto e Interclube disputam, no sábado, em Malanje, a Supertaça em basquetebol (edição 2021), no regresso da competição ao pavilhão Palanca Negra Gigante, seis anos após a realização da prova em masculino. 

Malanje acolhe Supertaça
D.R.

Com nove troféus cada, às 'militares' e 'polícias' foi confiada, pela federação angolana da modalidade, a missão de levar de volta a Malanje as emoções da bola-ao-cesto, numa altura em que será desfeita a igualdade no ranking da competição entre os principais emblemas do basquetebol feminino no país.

Com início marcado para as 16 horas, o jogo de abertura da época envolve o vencedor do Campeonato Nacional e da Taça de Angola (Interclube) e o finalista vencido da taça (1.º de Agosto), devendo ser apenas assistido presencialmente por 10 por cento de público (300 pessoas), da capacidade de lotação do pavilhão (3.000 espectadores), em cumprimento às medidas de biossegurança à covid-19.

O potencial técnico-táctico de ambos os conjuntos, assim como a capacidade individual das suas executantes faz antever uma partida equilibrada no reencontro, uma semana depois da “apertada” vitória das “agostinas” na final do campeonato provincial de Luanda (54-52).

De um lado está, no comando técnico, Jaime Covilhã e de outro Apolinário Paquete, dois experientes treinadores que a muito orientam as respectivas formações, conhecem-se bem e tudo procuram fazer no sentido de superar a concorrência.

A Supertaça feminina iniciou na época 2000/2001 com a consagração do Desportivo da Nocal, já extinto.

O pavilhão de Malanje foi construído em 2013 e acolheu, entre outras actividades, o torneio internacional de hóquei em patins Zé Dú, no mesmo ano, e a edição 2015 da Supertaça Wlademiro Romero em basquetebol.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS