No Kwanza-Sul

Magistério Primário do Sumbe em risco de desabar

A Escola do Magistério Primário do Sumbe, no Kwanza-Sul, pode desmoronar devido ao estado de degradação, avançou hoje, uma fonte da instituição de ensino.

Magistério Primário do Sumbe em risco de desabar
D.R
Desde 2009 que a escola está nesta situação.

O facto consta de um relatório entregue ao Gabinete Provincial de Infra-estruturas e Serviços Técnicos do Kwanza-Sul, que orientou a evacuação de todo material existente.

Em declarações à Angop a directora da Escola, Isabel Domingos, disse 420 alunos deixam de ter aulas nesta instituição, erguida em 1950.

Isabel Domingos explicou que a situação data de 2009 quando foi solicitada ao Ministério da Educação a requalificação do edifício e, em 2014, uma equipa fez uma avaliação sem contudo apresentar uma solução.

Avançou que já foi informada de que o edifício deverá ser demolido para a construção de um novo.

Para este ano lectivo foram criadas 210 vagas distribuídos para a formação do ensino primário, primeiro ciclo na especialidade de Bioquímica, Geografia/História, Língua Portuguesa, Inglês, Matemática e Física.

A escola já formou mais de cinco mil professores e conta com 14 salas de aula, seis laboratórios, uma biblioteca, uma quadra polidesportiva, empregando 77 docentes 1.300 alunos da 10.ª a 13.ª classe.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS