Presidente francês já anunciou obras de reconstrução

Incêndio consumiu dois terços da catedral de Notre Dame

O incêndio de grandes proporções que destruiu parte da catedral de Notre Dame, em Paris, França, foi dado quase totalmente extinto na madrugada desta terça-feira. O fogo, que deflagrou na segunda-feira por volta das 17h50 em Luanda consumiu dois terços do topo do edifício e causou ferimentos graves num bombeiro, mas, como disse o Presidente francês, “o pior foi evitado”.

Incêndio consumiu dois terços da catedral de Notre Dame

Incêndio na catedral de Notre Dame foi "acidental" e começou na zona em obras. A torre central caiu e dois terços do tecto desabaram. Macron anunciou obras de reconstrução.

A torre central e o tecto sucumbiram totalmente às chamas, que chegaram a ameaçar a torre norte. Mas as duas torres do edifício foram poupadas às chamas e a estrutura, o altar, a cruz de Cristo e as relíquias não terão sido destruídos. Os resultados da investigação preliminar dizem que o incêndio foi “acidental”. O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou obras de reconstrução.

Durante a madrugada, o secretário de Estado do ministério do Interior francês, Laurent Nuñez, adiantou que esta terça-feira está prevista uma reunião. No encontro deverão estar presentes “especialistas e arquitectos” franceses que irão “tentar determinar se a estrutura [da catedral] está estável e se os bombeiros podem mover-se no interior para continuar a sua missão”, apontou o secretário de Estado, citado pelo ‘Le Figaro’.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS