No Zaire

Escola de ensino especial carece de professores

Pelo menos, nove professores especializados em linguagem gestual são necessários para completar o quadro docente na Escola do Ensino Especial, localizada na cidade de Mbanza Kongo, no Zaire, informou, nesta terça-feira, o director da instituição, Pedro Cordeiro.

Escola de ensino especial carece de professores
D.R
A escola atende alunos com problemas de mudez e surdez

A escola conta com seis professores com domínio da linguagem gestual, um número considerado insuficiente para atender os 77 alunos da iniciação a 8.ª classe, com necessidades especiais de aprendizagem.

O referido complexo escolar funciona, desde 2012, num sistema de ensino inclusivo, contando com um total de 1.347 alunos, dos quais 77 do sistema especial.

A escola atende alunos com problemas de mudez e surdez, com idades entre os seis e 35 anos.

Localizada, no bairro 11 de Novembro, a instituição, a única do género no Zaire, foi criada pelo governo provincial, no âmbito do plano estratégico de desenvolvimento da educação especial para responder às necessidades dos cidadãos que precisam de mais atenção no processo de ensino e aprendizagem.  

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS