MECA, NA ARÁBIA SAUDITA

Peregrinação autorizada apenas para imunizados

As autoridades da Arábia Saudita informaram esta segunda-feira que apenas pessoas imunizadas contra a covid-19 terão permissão para realizar a peregrinação umrah durante todo o ano, desde o início do Ramadão, o mês sagrado de jejum para os muçulmanos.

Peregrinação autorizada apenas para imunizados
D.R
Peregrinação autorizada a pessoas vacinadas

O período do Ramadão traz um grande número de fiéis da Arábia Saudita e de outros países muçulmanos a Meca.

As autoridades da Arábia Saudita informaram esta segunda-feira que apenas pessoas imunizadas contra a covid-19 terão permissão para realizar a peregrinação umrah durante todo o ano, desde o início do Ramadão, o mês sagrado de jejum para os muçulmanos.

O ministério Hajj disse em um comunicado que "apenas aqueles que estão imunizados" contra o coronavírus serão autorizados a realizar as orações da Umra na Grande Mesquita de Meca desde o início do Ramadão.

Isso inclui aqueles que receberam as duas doses necessárias da vacina e aqueles que receberam uma dose única por pelo menos 14 dias.

O período do Ramadão traz um grande número de fiéis da Arábia Saudita e de outros países muçulmanos a Meca.

A peregrinação em pequena escala, suspensa em Março de 2020 devido à covid-19, recomeçou a intervalos no início de Outubro, embora com medidas de precaução.

Inicialmente, apenas 6.000 sauditas e estrangeiros residentes na Arábia Saudita tinham permissão para participar da Umra por dia, que pode ser realizada ao longo do ano, ao contrário do hajj, que ocorre uma vez por ano.

O número então aumentou para 15.000 por dia para a Umra, enquanto 40.000 fiéis foram admitidos na Grande Mesquita para orações diárias.

Adoradores do exterior foram permitidos a partir de 1 de Novembro, mas o ministério da Saúde selecciona os países com base na evolução da pandemia.

Mais de 390.000 casos de covid-19 foram relatados no país, incluindo mais de 6.700 mortes, e mais de cinco milhões de pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina em uma população de 34 milhões.