ASSASSINADO EM LUANDA

Corpo do padre transladado para colômbia

Os restos mortais do padre Manuel Veiga, de nacionalidade colombiana, assassinado a 7 deste mês, em Viana, Luanda, seguem esta noite para a terra natal, onde serão sepultados no domingo, 21.

Corpo do padre transladado para colômbia
D.R

De acordo com o prelado, o falecido sempre procurou salvaguardar os interesses dos cidadãos durante a missão pastoral em Angola, que durou quatro anos, até à data da morte.

Antes de seguir para o aeroporto internacional ‘4 de Fevereiro’, foi rezada uma missa de corpo presente na Sé Catedral da Diocese de Viana, de manhã, celebrada pelo presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (Ceast) e arcebispo de Luanda, Dom Filomeno Vieira Dias.

De acordo com o prelado, o falecido sempre procurou salvaguardar os interesses dos cidadãos durante a missão pastoral em Angola, que durou quatro anos, até à data da morte.

Durante a missa foi lida uma mensagem do vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, que lamentou o triste acontecimento.

Marcaram presença na cerimónia, o administrador municipal de Viana, Manuel Pimentel, além de sacerdotes provenientes das dioceses de Luanda, Viana, Caxito, N’Dalatando e Sumbe, bem como fiéis de várias paróquias que exprimiram palavras de consternação.

O malogrado vigário da paróquia da Santíssima Trindade, pertenceu aos Missionários Xaverianos de Yarumal e foi ordenado sacerdote a 3 de Dezembro de 2015, na Colômbia.