ENDE alega falta de pagamento

Escolas em Benguela sem aulas por falta de luz

Pelo menos, 2.963 estudantes do ensino nocturno de três escolas do primeiro ciclo do ensino secundário '10 de Fevereiro', 'BG - 1.109' e 'BG - 1.041', em Benguela, estão privados de aulas há mais de um mês devido a cortes no fornecimento de energia eléctrica, noticiou a Angop.

Escolas em Benguela sem aulas por falta de luz
D.R.

O director da Repartição Municipal de Educação de Benguela, José Januário, admitiu que as  escolas estão sem energia por falta de pagamento à Empresa Nacional de Distribuição de Energia (Ende), que procedeu ao cortes no fornecimento.

Segundo o responsável, o problema já é do conhecimento do governo provincial, que baixou orientações para a solução, mas, até ao momento, não houve qualquer resposta da Ende. “As escolas são instituições públicas e não deveriam ser tratadas como particulares”, enfatizou.

A dívida está estimada em cerca de 11 milhões de kwanzas, correspondente há mais de um ano de consumo.

José Januário adiantou que é responsabilidade da Repartição Municipal da Educação acudir situações desta natureza, no enyanto reconhece que, de momento, também se depara com limitação orçamental, o que não permite a liquidação total da dívida.

O responsável lamenta não existir alternativa, senão negociar com a Ende, no âmbito da parceria institucional, para se salvaguardar a situação dos alunos, numa altura em que se entrou para o último trimestre.

Uma fonte da direcção local da Ende contactada pela Angop alegou que o corte deriva exactamente da falta de pagamentos por muitos anos, o que também está a criar sérios problemas de liquidez à empresa.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS